Acesso Restrito
Doença do

REFLUXO GASTROESOFÁGICO

Surf Lessons for All

O que é a doença do refluxo gastroesofágico (DRGE)?

É uma das causas mais frequentes de consultas gastroenterológicas em pacientes ambulatoriais, comprometendo, de forma significativa, a qualidade de vida de seus portadores. Ocorre quando o ácido estomacal retorna ao tubo digestivo (esôfago), causando sintomas e/ou complicações.

O conteúdo extravasado (refluxo) irrita a parede do estômago e causa a DRGE.

Causas

O mecanismo que facilita o refluxo gastroesofágico mais comim é o relaxamento da válvula do esôfago causado pela redução ou perda da tensão muscular (hipotonia).

Outros fatores podem estar envolvidos no surgimento da DRGE, como hérnia de hiato, gravidez, obesidade, dieta rica em gordura e alimentos cítricos, álcool, tabaco e uso de medicamentos (por exemplo, ansiolíticos, estrógenos, etc.).

Sintomas

A percepção de episódios de refluxo, que podem ou não se transformar em sintomas de DRGE, é bastante complexa e depende das características do material refluído, das condições da parede do esôfago e do nível de sensibilidade individual, ou seja, pode haver refluxo sem manifesstação clínica.

Os sintomas mais comuns são pirose (azia) e regurgitação ácida. Se o paciente apresenta tais sintomas, no mínimo, duas vezes por semana, em um período de quatro a oito semanas ou mais, o diagnóstico da DRGE deve ser averiguado.
  • A azia é uma sensação de queimação vinda da parte de trás do esterno, um osso localizado na aprte anterior do tórax, que pode irradiar-se pelo peito, pescoço ou garganta. Em geral, ocorre 30 a 60 minutos após a ingestão de alimentos, especialmente se houver refeição abundante e farta ou rica em gordura.
  • A regurgitação é o retorno do conteúdo ácido até a cavidade oral. Pode produzir um sabor amargo na boca e provocar algo como um arroto úmido ou até mesmo vômito.
  • Outros sintomas relacionados à DRGE são os chamados sintomas atípicos, como tosse, pigarro, dor de garganta e de ouvido, rouquidão, etc.

Diagnóstico

A principal ferramenta para o diagnóstico da DRGE é a história clínica do paciente que busca identificar sintomas característicos da doença, sua duração, intensidade, frequência, fatores desencadeantes e de alívio, padrão de evolução no decorrer do tempo e impacto na qualidade de vida do paciente.
Entre em contato!

AGENDE AGORA SUA CONSULTA COM UM DE NOSSOS ESPECIALISTAS


© 2019 ENDOCLINIC. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.